Logos | Preparatório para concursos

BLOG

Home > Blog > PRF tem déficit de 8,3 mil policiais e um novo concurso é urgente

as Notícias

PRF tem déficit de 8,3 mil policiais e um novo concurso é urgente

A Polícia Rodoviária Federal tem chamado atenção quando o assunto é déficit de pessoal. E a sua importância para a segurança pública do país evidencia o grande problema da falta de servidores, que já chega a mais de 8 mil policiais. Desta forma, um novo concurso PRF é visto como urgente pela corporação. 
 
De acordo com dados da própria PRF, divulgados pela Globo News, o efetivo de novembro de 2018 era de 10.029 servidores, quando o ideal seriam 18.424 na corporação.
 
Assim, a Polícia Rodoviária Federal sofre com uma carência de 8.395 profissionais. Essas vacâncias são resultados de aposentadorias, mortes, exonerações, transferências, entre outros motivos.
 
Os indicativos foram passados pela Coordenadoria Geral de Gestão de Pessoas do órgão.
 
No levantamento, a Região Norte é quem mais sofre com esse déficit. No Rio de Janeiro, eram necessários 1.110 policiais, mas apenas 821 estão a disposição.
 
Em entrevista ao Globo News, o coordenador da SOS estradas, Rodolfo Rizzoto, apontou que o efetivo é praticamente o mesmo desde 1994.
 
Para ele, aumentou a malha rodoviária e os tipos de crimes que se cometem. Por isso, considera necessário equipar a polícia dando a ela um efetivo maior.
 
A PRF está com um concurso em andamento. No entanto, a oferta de 500 vagas não será suficiente para amenizar o problema de pessoal da corporação.
 
PRF já estuda pedido para novo edital em 2019
 
A boa notícia em meio ao problema do déficit de pessoal é que a Polícia Rodoviária Federal reconhece a necessidade de reposição de pessoal e já estuda um novo pedido de concurso.
 
 Segundo a Assessoria de Imprensa da corporação, um novo pedido já começou a ser elaborado. A corporação confirmou que enviará um novo pedido em 2019, "seguindo tradição", mas ainda não estima quantas vagas serão solicitadas.
 
O novo diretor-geral da PRF, Adriano Furtado, também já deixou claro que pretende lutar pela realização de concursos públicos. Ele considera necessário abrir seleções anualmente. Desta forma, seria possível diminuir o grande déficit de pessoal.
 
Em janeiro, Adriano esteve com representantes sindicais da carreira e foi receptivo às pautas propostas pela entidade. O presidente da FenaPRF pediu que Furtado lutasse junto ao governo para que sejam realizados concursos frequentes. Em 2018, o então diretor-geral da PRF, Renato Dias, confirmou que haveria um novo concurso em 2019

Outras notícias

ver todas

Central de atendimento

Fale com o Logos

Rua Santo Antônio, 437 - Centro

Juiz de Fora - MG


Veja aqui como chegar